5 dicas importantíssimas para quem vai fazer uma mudança interestadual

Se você está planejando se mudar para outro estado, você vai precisar de bem mais tempo para planejar e se organizar, antes de encarar centenas de quilômetros de distância para uma viagem só de ida.

Para ajudar a tornar o processo de planejamento um pouco mais fácil, nós temos 5 dicas para ajudar você a se preparar para essa nova aventura.

1 – Dê-se entre 10 e 17 semanas de tempo para o planejamento e organização da mudança interestadual. Uma mudança de bairro é uma coisa, uma mudança de cidade é outra coisa totalmente diferente. Mas se mudar de um estado para o outro? A mudança é bem mais difícil do que você pensa e exige um pouco mais de você e da sua família, por que há muito mais etapas envolvidas no planejamento e execução de uma mudança interestadual.

Uma mudança local, dentro da mesma cidade, exige no máximo 8 semanas de planejamento e organização. Uma mudança de cidade com no máximo 300 km de distância pede o ideal entre 6-12 semanas de prazo. Quanto maior a distância, mais complexa é a mudança, mais tempo você vai precisar. E mudar-se de estado, vai pedir pelo menos umas 10 semanas.

2 – Compreenda bem o tipo de mudança que você está fazendo e o que isso exige de toda a sua família. Mudar-se dentro do mesmo estado é difícil, mas não tanto como mudar de federação dentro do país. Não só por causa do sotaque, da mudança cultural, da diferença de horário, da alteração na legislação, dos documentos que possuem outro órgão emissor, a coisa é muito mais complexa que isso.

Significa que não pode haver erros, que você não pode esquecer documentos, chave do carro, não pode deixar dinheiro para trás, tem que abrir uma nova conta em banco, tem que re-emitir documentos para uso no mesmo estado, não pode abandonar o antigo imóvel sem resolver antes todas as pendências e situações que podem vir a criar problemas no futuro e te obrigar a retornar centenas de quilômetros para solucionar o que ficou para trás.

Significa mais atenção em todos os passos. E isso é certamente muito mais complicado do que uma mudança de bairro dentro da mesma cidade.

3 – Dinheiro vivo vai ser a coisa mais importante de todas, então não peque a estrada sem ter em mãos dinheiro para você e toda a sua família se alimentar bem durante 7 dias. Sem contar gastos com seu veículo, um pneu furado e a ausência de borracharia pode se transformar num problema gravíssimo.

4 – O Rastreio do caminhão da mudança é algo que só 1 pessoa se preocupa, entre 1.000 que se mudam diariamente. E ao fazer uma mudança de longa distância, você não vai na boleia do caminhão junto com família, filhos e todos os funcionários da transportadora, não dá. E também não vai dirigir à 80 km por hora, que é a velocidade máxima que o caminhão pode atingir, numa rodovia federal. Provavelmente você vai na frente, para chegar antes e preparar tudo para a chegada dos seus bens, limpar o novo imóvel, descansar da viagem, etc… Mas imagine que você chega na nova casa na segunda à tarde, passam 4, 5, 6 dias e o caminhão com a sua mudança nunca vem? Você vai ficar num estado de tensão tão grande, mas tão grande, que na primeira oportunidade vai pra cima do primeiro vizinho que bater na sua porta e te perguntar como estão as coisas. É um stress desnecessário e perigosíssimo, para você e para a sua família.

Então lembre-se rastrear o caminhão da mudança não só é uma questão de segurança, mas também de saúde física e mental, para você e toda a sua família. Imagine sua filha chorando por causa dos brinquedos dela que nunca chegam? E a sua mulher reclamando que você deveria ter ido na polícia ou que deveria ter seguido o caminhão?

Lembre-se que nosso aplicativo de transportadoras e empresas de mudanças rastreia o caminhão através do número do celular do motorista, ou seja, você sempre saberá onde os seus bens estão.

5 – O Trajeto, mapas, GPS, revisão do seu carro e situação da estrada. É divertido viajar, mas dependendo da distância, cansa e o gasto é muito alto, além dos riscos de acidentes. Então pense bem se vale à pena ir de carro, de ônibus ou de avião. Particularmente, indicaríamos ir de ônibus, é o meio mais seguro hoje em dia e você pode levar todas as caixas que quiser no bagageiro do ônibus, a um custo realmente muito baixo. E isso pagaria tranquilamente o envio do seu carro num caminhão cegonha, fora que pouparia você e a sua família dos riscos de dirigir por aí, sofrer um acidente, uma quebra do carro, etc… E é muito mais barato e seguro do que ir de avião.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts